Meditando

Deixa que tudo flua em teu ser plenamente.

Permite que a tua visão esteja sempre aberta.

Não para o exterior das coisas e dos homens,

mas para a essência,

Na qual a verdadeira imagem se projetará.

Sê a todo instante teu próprio artesão

E modelo o teu espírito constantemente,

buscando sempre uma eternidade vertical no amor

E deixando a escala horizontal do tempo

Para as coisas da matéria.

Lembra sempre que a paciência é uma das portas

E que as chaves encontram-se na tua alma.

E se acaso sentires vazia ou ferida por outras mãos, transforma as tuas.

E tece com elas fio por fio, um coração de asas:

Capaz de voar a pequenez dos outros

E compreender que também os pequenos têm em sua alma,

Um vazio a preencher.

Não temas observar a ignorancia humana

Que teima em destruir o que nos é essencial.

A alienação é fuga

E a reconstrução é também tua missão.

Começa a tua volta, pelo caminho que te parecer mais difícil

Que é onde encontrarás, ao final, a sublimação.

Não te tornes mudo,uando tua voz pode acariciar minha audição

Nem cego,

Quando podes guiar minha emoção.

Sê apenas as duas coisas,

Quando em ti

O medo de lutar vier se esconder.

Por Zú 1984

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s